7.6.06

Bienal de Berlim (2) Oliver Croy & Oliver Elser

Entra-se na sala e numas mesas compridíssimas estendem-se casas tipo pista de combóios HO mas em cartão, a perder de vista. A história é esta: O artista Oliver Croy que trabalha em colaboração com o Sr. Elser entrou um belo dia numa loje de bric-a-brac em Viena na Austria. Aí descobriu 387 modelos de edifícios à escala em cartão (já montados). Tendo dinheiro comprou-os todos e descobriu que tinham sido realizados por um empregado dos seguros chamado Peter Fritz que tinha falecido no ano anterior. Vai daí e resolve com o amigo Elser investigar sob o nome de "Projecto de Estudos Fritz" as relações entre cada modelo individual com a realidade tentando descobrir os referentes de cada um. Verificaram que estes não existiam. Fritz baseou todos os seus modelos em arquétipos austríacos os quais na realidade nunca existiram. Fritz foi considerado assim utopista criando projectos arquitectónicos à espera de ser construídos. Moral da história: Croy, Elser & Fritz, no mínimo.

2 comentários:

João disse...

Como não despachas as tuas pinturas pelos habituais circuitos artísticos, irei apoderar-me das mesmas após bateres as botas e farei nome, fama e fortuna às tuas custas. Obviamente que terei de apagar este blog, que me lixaria o esquema. Hã?

Anónimo disse...

é uma ideia. Pena & pombeiro... mas como eu teria batido os chanatos seria provávelmente pombeiro & pena. pas mal!
Grossherzog von Kavakoland