26.5.06

Canção do Bandido


De tamanho muito cómodo este trabalho fará as delícias de toda a família desde que se consiga ultrapassar o incómodo de um esgar ligeiramente antropofágico do cantor.

5 comentários:

João disse...

Gonçalo, se fosses um emigra como deve ser, levavas cá da terra um garrafão ou um queijo e uma chouriça. Agora, levar um cartaz do dia da mulher que foi reconvertido num cartaz do dia da tosta, é que não tem jeito nenhum. É assim que queres matar as saudades!?

Isabel Salgado disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Pois!
Passei só para dizer olá, por falar em saudades...

Já'gora, adorei o peixinho com rodas a fumar cachimbo:)

E o papel de "parede" foste tu que fizeste? Fantástico!

Mat disse...

Eu não estou a ver nada. A imagem não aparece. Hmmm.

Filipe Abranches disse...

Bom, só para dizer que vou passar por este atelier por muitas mais vezes, dá-lhe greatOpium BUM!

Ahh e sou eu o vencedor do concurso, é a Felgueiras!!