7.7.10

Northern Best at Twenty Seven Minus


Melancolize. A favorita rena. Perdeu-se nos meandros de caminhos duvidosos e pisou o gelo fino. A prata rasga-se sob o peso da vermelha margosa que lhe saia então da boca. Por baixo tudo se fazia pronto para receber à guisa de prémio o "Roy" disponível da Schelling Webmaster. Toca a orquestra revolucionária e românica sob o peso de Inocêncio e do seu abdómen.

7 comentários:

Anónimo disse...

A rena favorita ficou desorientada com a bela melodia. Não era suposto haver gelo naquelas paisagens. Teria o som da flauta uma maldição? Estranho seria se ela soubesse fazer patinagem artística. Morreu afogada enquanto esperava que Inocêncio a socorresse.

Anónimo disse...

Dear Gonzalo my name is Juan Fuster I'm the director of an art center at Spain,Alicante and i would like to contact with you to talk about the posibilitie of having a show of your work.my e mail itis juanfuster@mustangartgallery.com or
juan@juanfuster.com

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=WBjctartwBQ&feature=related

Anónimo disse...

"Perder-se também é caminho"

Clarice Lispector

bàrbara rof disse...

ADORO-O!

bàrbara rof disse...

adoro-o!!

Anónimo disse...

Apesar das ruínas e da morte,
Onde sempre acabou cada ilusão,
A força dos meus sonhos é tão forte,
Que de tudo renasce a exaltação
E nunca as minhas mãos ficam vazias.

Sophia de Mello Breyner Andresen